Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

terça-feira, 30 de abril de 2013

Cultura inútil: A origem da bunda


     Os responsáveis pela bunda, como é conhecida na atualidade, referindo-me ao conceito contemporâneo de bunda, ou seja, a bunda como ela é, são os africanos.
     Mais especificamente, os angolanos e os cabo-verdianos.
     Para ser ainda mais preciso, as angolanas e as cabo-verdianas.
     Foram elas, angolanas e cabo-verdianas, que, ao chegarem ao Brasil durante as trevas da escravatura, revolucionaram tudo o que se sabia sobre bunda até então.
     Foi assim: naquela época, a palavra bunda não existia.
     Os portugueses, quando queriam falar a respeito das nádegas de uma cachopa, diziam exatamente isso, nádegas.
     Ou região glútea, tanto faz.
     Aí, os escravos angolanos e cabo-verdianos chegaram ao Brasil.
     Só que eles não eram conhecidos como angolanos nem cabo-verdianos.
     Eram os bantos, chamados bundos, que falavam o idioma "ambundo".Ou "quimbundo". A língua bunda, enfim.
     Os bundos, esses, em especial as mulheres bundas, possuíam a tal região glútea muito mais sólida, avantajada, globosa.
     Os portugueses, que não são parvos, logo deitaram os olhares para as nádegas das bundas.
     Quando alguma delas passava diante de um grupo de portugueses, vinham logo os comentários:
     - Que bunda!
     Em pouco tempo, a palavra bunda, antes designação de uma língua e de um povo, passou a ser sinônimo de nádegas.
     E assim nasceu a bunda, tal como a conhecemos hoje...
Postar um comentário