Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Conheça o Wire, o mais novo rival do WhatsApp



     Se você acha que o mercado já está saturado de aplicativos de mensagens instantâneas, respire fundo, pois o segmento acaba de ganhar mais um competidor. Estou falando do Wire, uma criação de ex-integrantes do Skype.
     A novidade combina envio de mensagens de áudio ou texto com recursos que tornam a comunicação mais interessante, como ferramentas de compartilhamento de conteúdo multimídia e conversações em grupos. Para formar sua lista de contatos, o usuário pode utilizar a agenda do seu smartphone.
     Como se vê, o Wire é um rival de serviços como WhatsApp e Telegram, embora também possa, até certo ponto, competir com o Hangouts e o próprio Skype, por exemplo. Dada a solidez destas ferramentas, percebe-se desde já que atrair usuários regulares para a nova ferramenta será um desafio dos grandes.
     O principal nome por trás do serviço é Janus Friis, um dos fundadores do Skype (assim como do Kazaa e do Rdio). Vários funcionários importantes saíram da empresa depois de sua aquisição pela Microsoft, incluindo o próprio Friis. Alguns deles foram convidados a fazer parte de um projeto que, agora sabemos, deu forma ao Wire.
     A experiência deste time com o Skype é vista por Jonathan Christensen, presidente-executivo do Wire (e também ex-Skype), como o ingrediente que fará o serviço ter diferenciais em relação aos demais, opinião que é compartilhada por Friis: “este não é mais um app de mensagens, mas sim uma nova e moderna rede de comunicação”.
     Só o tempo dirá se esse otimismo todo condiz com a realidade. Por ora, o Wire tenta conquistar usuários com uma bonita e bem organizada interface, capacidade de executar conteúdo do SoundCloud e YouTube dentro do aplicativo, criptografia ponto a ponto e um codec que supostamente melhora a qualidade do áudio nas mensagens de voz.
     O Wire também possui um bom conjunto de ferramentas para a criação e gerenciamento de grupos. Há, por exemplo, a possibilidade de qualquer usuário banir outros participantes, o que deve ajudar na organização dos grupos (mas, dependendo das circunstâncias, também causar confusão).
     Para gerar receita com o serviço, Christensen não pretende recorrer ao tradicional modelo de exibição de anúncios. O plano, a princípio, é comercializar add-ons para o Wire.
     Quer conferir de perto? O Wire está disponível gratuitamente para iOS 8, Android 4.2 ou superior e OS X. Versões para Windows e navegadores devem ser disponibilizadas nas próximas semanas.
Postar um comentário